Palace Hotel - Caxambu

sexta-feira, 24 de março de 2017

1ª Etapa do Circuito Sul Mineiro de Judô




Caxambu vai tremer...

Polícia Militar promove encontro de gestores ambientais em Lavras

Polícia Militar promove encontro de gestores ambientais em Lavras 





A Polícia Militar por meio da Sexta Companhia PM Independente de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário de Lavras (6ª Cia PM Ind MAT), realizou o primeiro encontro de gestores ambientais dos 44 municípios que compõem a Unidade. 

Abrindo o evento, foi inaugurado o sistema fotovoltaico da 6ª Cia PM Ind MAT, obra que deixa a Unidade na qualidade de geradora da própria energia elétrica, propiciando economia aos cofres públicos e se tornando uma Unidade ecologicamente correta ao usar o conceito de energia limpa. 

O encontro contou com palestras proferidas por profissionais altamente capacitados em suas áreas. O Coronel PM Idzel Mafra Fagundes (Diretor de Meio Ambiente e Trânsito da Polícia Militar) abordou o tema: Aspectos da atuação conjunta da Polícia Militar de Meio Ambiente e o Poder Público Municipal. 



Os Promotores de Justiça Dr Bergson Cardoso Guimarães (Coordenador das Promotorias de Meio Ambiente da Bacia do Rio Grande) e Dr Eduardo de Paula Machado abordaram o tema Conflitos socioambientais urbanos e rurais: alternativas de atuação institucional e conflitos urbanísticos no parcelamento de solo. 






 O Dr Pedro Henrique Magalhães Azevedo (Assessor do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais) abordou o tema contratos sustentáveis. Dr Pedro Henrique Magalhães recebendo homenagem após a paletras O evento fortaleceu o diálogo interinstitucional entre os atores estratégicos da comunidade sulmineira. Com a gestão participativa espera-se alcançar uma nova dinâmica de atuação interinstitucional, prevenindo a eclosão de delitos contra o meio ambiente. Polícia Militar de Minas Gerais: 241 anos. Movidos pelo orgulho de servir e proteger Minas Gerais



6ª Cia PM Ind MAT 

DEPUTADO ARANTES ALERTA PARA O VOLUME BAIXO DE ÁGUA NO LAGO DE FURNAS EM PERÍODO DE CHUVAS




“ALGUMA COISA ESTÁ ERRADA”, DIZ


O deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB) constatou que o volume de água na região do Lago de Furnas está abaixo do normal, apesar de chover normalmente na Bacia do Rio Grande. Segundo o deputado, que conhece bem a área, o lago deveria estar cheio nesse período chuvoso, mas não é o que está acontecendo.
Ele considera o fato suspeito: “O lago está abaixando muito a cada dia. Eu acredito que estão abrindo as comportas da represa; estão soltando as águas do Rio Grande. Eu só gostaria de saber o motivo. Será que é para gerar mais energia? Acredito que não, porque a crise econômica reduziu o consumo. Além disso, para baixo de Furnas também tem chovido. Choveu em Itaipu e em várias bacias que alimentam o Rio Grande. Em nenhum dos lagos delas faltou água”.
O deputado Arantes alerta para o fato de que alguma coisa está errada: “Será que está havendo um boicote político, forçando um novo racionamento de energia este ano? Eu acho que é bem possível. Suspeito que querem criar um problema político para o presidente Temer. Precisamos investigar. Porque, no meu entendimento, alguma coisa está errada”, afirmou.
O deputado Arantes chama a atenção para outros prejuízos que a ação está trazendo para a região: “Podemos ver metros e metros de barrancos nas margens. Isto é um problema. Primeiro, porque deixa o lago mais feito, afetando o turismo que se beneficia muito nessa época de cheia, e, segundo, atrapalha também os produtores rurais que enfrentam mais dificuldades para irrigar suas propriedades. Isso está influindo negativamente na economia na região”.
Arantes também alerta para risco de faltar água no segundo semestre: “Se eles estão soltando agora, vai faltar lá para o mês de agosto, setembro ou outubro. Aí sim, vamos ter problemas para gerar energia”.
Por fim, o deputado Arantes anunciou que encaminhou ofício à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e a Furnas Centrais Elétricas denunciando o fato e solicitando explicações.




O LAGO DE FURNAS



O lago de Furnas foi construído em 1963 e abrange 34 municípios. Um espelho d`água de aproximadamente 1.500 quilômetros quadrados. É a maior extensão de água no Estado. É conhecido como o “Mar de Minas” por ser quatro vezes maior que a Baía da Guanabara, no Rio de Janeiro.




Texto: JC Junot

CONOTEL 2017 tem foco no planejamento e no crescimento sustentável

CONOTEL 2017 tem foco no planejamento e no crescimento sustentável


A 59ª edição do Congresso Nacional de Hotéis – CONOTEL 2017 acontece entre os dias 17 e 19 de maio, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, e abordará o tema: “Brasil Rumo a 2020, Crescimento Sustentável da Hotelaria”



O congresso, realizado pela ABIH Nacional, mais antiga entidade do trade turístico, com 80 anos de existência, contará com a presença de líderes do setor que analisarão o desenvolvimento e as formas de investir no crescimento sustentável, planejando e pensando o futuro. Para o presidente da ABIH Nacional, Jatahy Fonseca Júnior, num momento de crise, com altos tributos e baixa ocupação, é preciso olhar para frente e se planejar: “Olhando para frente, constatamos que a hotelaria brasileira já tem uma estrutura montada e preparada para os hóspedes mais exigentes, capaz de atrair investimentos, clientes e obter lucratividade”, comentou.

 A programação foi pensada para com o objetivo de olhar para o futuro, buscando um crescimento sólido e sustentável: “O tema escolhido para essa edição vai debater de que forma o Brasil ainda pode aproveitar o legado dos grandes eventos esportivos e como enfrentaremos os desafios surgidos a partir da crise que se estabeleceu nos pais.

As inscrições para o evento podem ser feitas no site (www.conotel2017.com.br). Associados das ABIHS estaduais tem direito a duas inscrições gratuitas. 

quinta-feira, 23 de março de 2017

Prefeitura e IEF negociam Termo de Cooperação Técnica

Prefeitura e IEF iniciam negociações para Termo de Cooperação Técnica em prol da restauração florestal da Micro Bacia do Ribeirão Bengo.



Essa iniciativa envolverá ações conjuntas para a produção de mudas nativas, educação ambiental, Turismo de estudos e intercâmbio.

EPTV Sul de Minas - "Proposta de Privatização das Águas Minerais"

                                                                                                                 Imagens EPTV

                                                                                                              Imagens EPTV

Reportagem da EPTV Sul de Minas, referente a "Proposta de Privatização das Águas Minerais".


Entrevista com o Prefeito de Caxambu a partir de 4:13'.


Compartilhado por:

quarta-feira, 22 de março de 2017

Reconstrução gradual



A Secretaria de Obras iniciou ontem a restauração da calçada e mureta do Canal do Rio Bengo. Aos poucos Caxambu vai sendo reconstruída


terça-feira, 21 de março de 2017

SOBRE A EXPLOTAÇÃO/EXPLORAÇÃO DAS ÁGUAS MINERAIS DE MINAS GERAIS

SOBRE A EXPLOTAÇÃO/EXPLORAÇÃO DAS ÁGUAS MINERAIS DE MINAS GERAIS

A 64ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, vem, neste ato representada por seu Presidente Júlio Antônio de Paiva Leite, dizer que ninguém está autorizado a falar em nome da mesma, notadamente em causas nas quais extrapolam a sua jurisdição e são dependentes de conhecimentos específicos, como se verifica no caso em tela. 

São várias as cidades mineiras que possuem esta riqueza mineral, sendo que em todas, existem Subseções da OABMG. Por tal fato, qualquer pronunciamento sobre o tema deverá vir da Seção Mineira, através de seu Presidente Dr. Antônio Fabrício e Conselheiros. A Subseção, que ora presido, não se acha, por hora, em condições de opinar em nome da classe, não só pelo motivo antes exposto, como também por não ter convocado seus pares para se pronunciarem sobre o tema, além de, tecnicamente, leigos no assunto. 

No momento o que nos cabe é desautorizar o pronunciamento de quem quer que seja em nome da classe, pois o fato é tema que extrapola as divisas do município, envolvendo várias outras subseções da OABMG. Não temos qualificação técnica/específica para discorrer e opinar sobre a explotação de nossas águas, pois isto depende de profundo conhecimento nas áreas ambiental e, quem sabe, mineral. 

Foi publicado alhures, artigo em que deixa transparecer, ainda que subliminarmente, que a subseção a que presido já definiu e se posicionou sobre a questão, o que definitivamente ainda não ocorreu. O caso está em pauta, sem dúvida pela sua vital importância, mas deve ser deixado claro que ainda não há definição contrária ou favorável à explotação (rectius: exploração) das águas minerais em Caxambu. Quaisquer comentários emitidos pela ala Jovem da 64ª Subseção da OABMG, recém criada, é de responsabilidade pessoal de quem emitiu parecer. 

A direção da 64ª Subseção, por não possuir conhecimento técnico/específico no assunto, DESAUTORIZA quem quer que seja a falar em seu nome, pelo menos até o presente momento. Esclarece, ainda, que está em contato com o especialista Engenheiro Paulo Maciel Júnior, também caxambuense, que já se colocou à disposição da 64ª, para uma reunião a ser por ele agendada, quando e após haverá um posicionamento deste orgão. 

Por hora, todo e qualquer posicionamento ou manifestação, deve ser tido como ato de responsabilidade exclusiva de quem se manifestou ou emitiu seu parecer, jamais podendo ser entendido como uma manifestação ou posicionamento da OABMG, tanto da Seção Mineira sediada em Belo Horizonte, quanto de sua 64ª Subseção, sediada em Caxambu, a qual presido. As tratativas com o ilustre especialista Engenheiro Paulo Maciel Júnior, estão bastante adiantadas de nossa parte, sendo que ele também será contatado pela Seção Mineira, e de uma reunião que acontecerá brevemente, sairá o posicionamento oficial desta Subseção ou até mesmo da Seção Mineira, cujo contato com o engenheiro especialista está sendo feito pelo Ilustre Secretário Geral da Ordem, Dr. Gustavo Chalfun, que também já foi contatado pelo subscritor da presente. 

Por enquanto, repito, ninguém está autorizado a falar em nome da 64ª Subseção, nem em nome Seção Mineira da OAB, pois, repito, não somos especialistas em explotação (rectius: exploração) de águas e, consequentemente, não temos noção se e qual o prejuízo será advindo desta atividade autorizada pelo governo mineiro, através da CODEMIG.


Voleibol - Escolinha de Esporte da SEMEL




Nesta terça-feira) começam as atividades do Voleibol com a Escolinha de Esporte da SEMEL, às 16 horas, no Ginásio Poliesportivo Júlio Garcia em Caxambu.


A atividade física é essencial para o desenvolvimento do seu filho(a).
"Corpo são, mente sã."


NOVO BASQUETE DE CAXAMBU




Os atletas do N.B.C . (NOVO BASQUETE CAXAMBU - MG), estiveram, a convite do ex.jogador de basquete, André Brazolin, e do seu Instituto "Brazolin Anjos do Esporte -  em São Bernado SP", a prestigiar o JOGO DAS ESTRELAS DO NBB.


Foi um domingo impar para os atletas caxambuense, onde puderam ver de perto grandes nomes do Basquete Brasileiro, e outras celebridades, além dos atuais jogadores da NBB, e pessoas ligada a modalidade. 


Com certeza este dia ficará em sua memórias.
Agradeço a Deus, e aos amigos do NBC: Semel Caxmbu MG..Vereadores: Vinícius Hemetério, Fábio Curi, Kiko da Coutinho, Manezinho do Gás e Gica Aragão, e da Empresa J.Sape Construções, em especial ao João Sape proprietário...
Obrigado a todos o basquete agradece.
Abaixo alguns momentos deste evento.




Waldir Tapetti compartilhou a publicação de Luciano Brito.

segunda-feira, 20 de março de 2017

UninCor está entre as 3 melhores de Minas Gerais

UninCor está entre as 3 melhores de Minas Gerais



O MEC divulgou na última semana os mais recentes Indicadores de Qualidade da Educação Superior e o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) apontou que a UninCor está entre as 3 melhores Universidades privadas de Minas Gerais. 

O Índice leva em consideração os Conceitos Preliminares de Cursos avaliados no período e os programas de pós-graduação stricto sensu oferecidos. "A UninCor vem promovendo e disseminando conhecimento com responsabilidade e qualidade em suas áreas de atuação. Isso confirmado através dos resultados do ENADE. Hoje, estamos entre as melhores de Minas Gerais. A Família UninCor está muito feliz com esse resultado", comentou a Reitora da UninCor, professora Gleicione Aparecida Dias Bagne de Souza.

A conquista fazia parte do planejamento estratégico do Grupo Gestor e era uma meta para 2018, mas, com os investimentos e as melhorias estruturais e acadêmicas para alunos e professores, o índice foi alcançado antes do planejado. Para o Diretor Executivo da UninCor, professor Túlio Marcos Romano, "isso é reflexo de um comprometimento coletivo dos gestores, docentes e alunos, apoio de parceiros tanto da iniciativa privada quanto de órgãos públicos e envolvimento de toda a comunidade. Os resultados apontados pelo MEC mostram que a universidade vem retribuindo, com qualidade e seriedade, toda esta confiança que foi depositada na instituição para que ela retomasse seu crescimento".

Em 2012, ano anterior ao início do processo de reestruturação, a instituição figurava na última colocação e, hoje, a UninCor completa o grupo das melhores Universidades privadas de todo o Estado.

Destaque em avaliação de Cursos do ENADE
Resultados divulgados pelo MEC, apontam ainda que a UninCor vem se destacando com um ensino de qualidade e de excelência para os alunos. Os índices apontam que os cursos de Administração, Direito, Logística e Psicologia obtiveram nota 4 no Conceito Preliminar de Curso, que varia de 1 a 5. O CPC é um indicador de qualidade que agrega os resultados da avaliação de desempenho de estudantes no ENADE, titulação e regime de trabalho do corpo docente e as percepções dos estudantes sobre a organização didático-pedagógica, infraestrutura e as oportunidades de ampliação da formação acadêmica e profissional.

Psicologia Melhor de Minas
Ainda segundo os índices divulgados, o CPC - Conceito Preliminar de Curso, que leva em consideração o conceito do ENADE, mostrou que o Curso de Psicologia da UninCor é o melhor de Minas Gerais. Com nota 4 - em uma escala que vai até 5 - a pontuação individual do curso foi seguida da UFSJ-São João del Rei e da UFU-Uberlândia. No ranking brasileiro, o curso é o nono colocado na classificação. No ENADE 2015, foram avaliados quase 450 mil estudantes em mais de 8 mil cursos em todo o Brasil. 

Cristiano Sávio

domingo, 19 de março de 2017

Blog da Família Ayres - A Ninfa de Caxambu

A Ninfa de Caxambu/ Bebemos água e a derramamos em lágrimas...






E lá foi ela, a nossa água para o mundo. As águas da Fonte da Beleza, também conhecida como Fonte Intermitente, participou da Exposição Universal de Bruxelas, em 1910, representando a Empresa de Lambari, Cambuquira e Caxambu e por seu sabor incomparável, sua rica composição em magnésio e ferro, recebeu o "Diplome D`Honneur", o Premio Honorário, bem como uma Ninfa de presente. Melhor dizendo, o Parque das Águas de Caxambu ficou com o presente. Era uma escultura esculpida em concreto, com armação de ferro, originaria da Bélgica.

Pavillon du Brésil


O Brasil participou da Exposição que aconteceu entre 23 de abril e 1° de novembro, juntamente com outros 25 países com pavilhão próprio, projeto atribuído ao arquiteto Franz Van Ophem, tendo como vizinhos os pavilhões de países da África, Indochina e das Colônias Francesas. Um terrível incêndio devastou a feira e... O pavilhão do Brasil por um quase milagre foi poupado.


A feira estava dividida em dois grupos dedicados à Assistência econômica social e Higiene e Beneficência social. Nossas águas foram inseridas, no tema "Higiene" e saneamento das cidades; géneros alimentícios e objetos usuais, águas minerais, dentre outros.

O Brasil tinha grande interesse na exportação de seus produtos para a Europa e assim embarcou a nossa água, no dia 5 de maio, no vapor Erlangen, num dos 279 volumes, somando 17 toneladas. Nele estavam também amostras de madeiras, café, cacau, açúcar, fumo, procedentes dos diversos estados brasileiros e que vieram a somar aos 1.346 volumes correspondendo a 157 toneladas, já enviados anteriormente. A apresentação dos produtos foram organizados em grupos 1, 2, 3... Respectivamente e a nossa água estava no grupo 17.

Medalha de ouro... para a Bananosa





O juri da Exposição concedeu 824 prêmios ao Brasil: 3 Hors-Concours, 62 Grandes prêmios, 51 diplomas de honra, 185 medalhas de ouro, 201 prata e 202 de bronze e mais 120 menções honrosas.

E não foi para a nossa água que uma das 185 medalhas de ouro foi dada, e sim para a... Bananosa, farinha de banana de uma fábrica paulista, usada na alimentação de crianças e doentes. Pensando bem, o Prêmio Honorário foi concedido somente 3 vezes, assim teve mais valor que as trocentas medalhas concedidas, inclusive a de ouro para a... Bananosa.

Então minha gente, não era nossa água um luxo? Falando de luxo, na visita da delegação da imprensa da francesa ao Pavillon du Brésil, bem que os organizadores poderiam ter tido boa idéia de servir a nossa água, ao invés de champanha. Luxo por luxo...

O autor/escultor da Ninfa, infelizmente não é conhecido, mas conhecido foram os outros artistas, os dois portugueses, Chico Cascateiro, paisagista, quem fez o belíssimo pedestal, em frente ao Balneário, e o jardineiro Ramiro Rodrigues Freitas, (leia aqui sua biografia) que caprichou no plantio das rosas que circundavam a pequena cascata.

Desçam daí meninas!

Hoje gritaríamos para as garotas, que tiveram a audácia de subir na bela cascata para tirar uma foto junto com a Ninfa. Alguma semelhança com os "selfies" de hoje? Mas não somente desta vez que a obra de Chico Cascateiro sofreu com descaso e ignorância, não só por parte do público, mas por parte da administração do Parque da Águas. Para a nossa desgraça, em 1940, a Ninfa foi retirada de lá e colocada num pequeno lago, deslocando-a do seu antigo e belo contexto. De fato, a Ninfa ocupava seu lugar à direita do Balneário (foto acima). A obra do Chico Cascateiro? Desapareceu. Aqui podemos derramar as nossas lágrimas. Isso é que dá não ficar atento em preservar o patrimônio histórico. Beberemos das águas que serão derramadas em lágrimas. Os traumáticos exemplos são seculares.


Nota:
Esta pequena cascata, onde a Ninfa esteve postada, não consta do inventário do Projeto Chico Cascateiro de Eustaquio Gorgonne e Manoel Mata Machado.

Fonte:
Exposições Universais e a Utopia do Controle Social
Moisés Kuhlmann Júnior
Candido Mendes de Almeida, 1912
Pirson, Bernard - Arquitetura industrial belga no Brasil no século XIX
Mascaro, Luciana Pelaes - Os pavilhões brasileiros nas exposições internacionais da Bélgica
O País, RJ, setembro, 1910
Gorgonne, Eustaquio - Jardins Esquecidos (A arte em argamassa na obra de Francisco da Silva Reis)
Foto:
Ninfa em close, Haroldo Kennedy
Arquivo privado
Cartaz da Exposição de Bruxelas.
Agradecimentos:
A Haroldo Kennedy, por ter emprestado seu belo close da Ninfa de Caxambu ao Blog da Familia Ayres


Domingo Legal - Só para os baixinhos!

Só para os baixinhos!!
Primeiro Domingo Legal com muita alegria, brincadeiras e sorvetes... se programe para nao deixar seu baixinho de fora.


sábado, 18 de março de 2017

ORQUESTRA SANFONICA DE SÃO PAULO






Dia 08/04/2017 - 20:00hs - Hotel Bragança

Comunicado - Prefeitura Municipal de Caxambu





A Prefeitura Municipal de Caxambu informa que a ação 
0001046-17.2017.8.13.0155 referente à reintegração de posse no bairro Vila Verde teve sua liminar deferida.


O prazo de desocupação será de 30 dias e serão citados por edital afixado no mural do fórum os invasores desconhecidos.



sexta-feira, 17 de março de 2017

Domingo Legal

Só para os baixinhos!!
Primeiro Domingo Legal com muita alegria, brincadeiras e sorvetes... se programe para nao deixar seu baixinho de fora.





#Apoieesseevento #Compartilhe #Caxambu #acecdlcaxambu #paravoce

TJMG - Instalação do Centro Judiciário em Caxambu

Instalação do Centro Judiciário em Caxambu


 No dia 24 de março de 2017, às 10h, a comarca de Caxambu ganhará uma unidade do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). (Portaria Conjunta 610/PR/2017).

 
O Cejusc vai funcionar na rua Major Penha, 22, Caxambu.
 
                     
No Centro, são realizadas audiências e sessões de conciliação e mediação, e pré-processuais (antes que haja um processo na justiça) e processuais (quando já existe um andamento processual).

Em Minas Gerais, são mais de 90 Centros Judiciários instalados. Veja as comarcas que possuem Cejusc e acesse mais informações, no Portal TJMG, pelo menu Ações e Programas » Conciliação, Mediação e Cidadania » Centros Judiciários de Solução de Conflitos » Apresentação.